Top 5 Substituições para começar a dieta paleo agora!

Começar uma dieta pode parecer um pesadelo para alguns – mas existem algumas substituições que podemos fazer para facilitar o processo – uma delas é trocar alimentos não saudáveis por opções amigáveis a dieta paleolítica.

Claro que somente isso não vai garantir os resultados que você tanto espera, mas com certeza ajudam na hora que você está com vontade de comer um doce ou massa. Confira!

5 substituições saudáveis para começar a dieta paleolítica

1. Arroz normal por arroz de couve-flor

Arroz é um dos alimentos que não pode faltar na mesa do brasileiro. Em 2015, o consumo chegou a uma média de 19 Kg por brasileiro em algumas regiões.

Mas você sabia que o arroz branco tem menores quantidades de vitaminas que a sua versão integral – além disso, é um alimento bastante rico em carboidratos simples? Se quiser saber um pouco mais sobre os carboidratos simples, confira o nosso artigo sobre os tipos de açúcar.

Se você está procurando emagrecer e a famosa mistura “arroz e feijão” é uma daquelas que te fazem perder o controle, experimente trocar o arroz por couve-flor – esse vegetal é bem menos denso em carboidratos e possui mais vitaminas. Confira abaixo:

Arroz branco (100 gramas)

  • Carboidratos: 7,03 gr
  • Proteínas: 0,63 gr
  • Gorduras totais: 0,05 gr
  • Fibra alimentar: 0,4 gr
  • Sódio: 0,25 gr

Couve-flor (100 gramas)

  • Carboidratos: 2,34 gr
  • Proteínas: 0,9 gr
  • Gorduras totais: 0,09 gr
  • Fibra alimentar: 0,88 gr
  • Sódio: 0 gr

E além dos dados acima, saiba que a couve-flor é rica em:

  • Vitamina C (uma porção contém 77% das necessidades diárias)
  • Vitamina K
  • Tiamina
  • Riboflavina
  • Niacina
  • Magnésio
  • Fósforo
  • Vitamina B6

2. Suco de frutas por água saborizada

Os sucos de frutas podem ser boas fontes de vitaminas – mas apenas se estiverem frescos. Quando demoram para ser ingeridos, muitas dessas vitaminas oxidam, perdendo seu valor nutricional.

Ou seja, depois de algum tempo seu suco de frutas é basicamente açúcar (frutose) e água, porque no processo de processar as frutas a grande maioria das fibras é perdida.

Nesse caso, ao invés de pedir sucos prontos, peça água saborizada – além de ajudar na vontade de tomar uma bebida refrescante, as águas saborizadas são saborosas e bem simples de fazer.

água saborizada de morango

3. Purê de batata por purê de couve-flor

O purê de batata pode ser um vilão – dependendo da forma como for preparado, além dos carboidratos simples da batata, pode vir cheio de gorduras saturadas. E essa combinação carboidratos simples + gorduras saturadas em excesso é uma das mais nocivas para o corpo.

Ainda não acredita? Confira abaixo os macro nutrientes de uma porção de purê de batatas (100 gramas):

Gorduras totais: 4,39 gr
Sódio: 138 mg
Carboidratos: 17,76 gr
Proteínas: 1,81 gr

4. Chocolate por chocolate 70%

Não fica sem chocolate? Experimente trocar as versões ao leite ou branco por chocolate 70% cacau. O chocolate ao leite e o chocolate branco são basicamente leite, manteiga de cacau e açúcar – contendo pouca massa de cacau.

Já o chocolate 70% é mais rico em massa de cacau é rica em antioxidantes, magnésio, entre outros nutrientes.

5. Bolachas por castanhas

Você é do tipo que tem aquelas vontades loucas de comer doces no meio da tarde? Ou salgadinhos? Que tal trocar as versões doce e salgadas de bolachas e biscoitos por uma porção de castanhas? Além de serem super saborosas, elas normalmente são ricas e gorduras boas e outras vitaminas e minerais.

Só não vale trocar pelas versões salgadas ou glaceadas.

Quando não fazer substituições?

Sempre que começamos uma dieta, seja aquela passada pelo nutricionista ou seguindo diretivas de outras (como a dieta paleolítica), algumas das primeiras perguntas que fazemos na nossa cabeça:

“Como vou fazer para trocar o café com leite, sendo que não tem leite na minha dieta?”

“Como vou fazer para substituir o pão?”

“Preciso achar uma receita de brigadeiro fit para comer um docinho depois do almoço”

Tentamos fazer receitas fit de pão, leite de vegetais, brigadeiro e outros doces de biomassa de banana verde/farinha de castanhas/açúcar de côco, demerara (entre outros) e até mesmo alguns adoçantes.

Ou seja, aquela dieta que deveria ser fácil, fica mais complicada (e cara).

Você precisa passar muito tempo pesquisando rótulos, buscando receitas, testando opções ou até mesmo gastando mais no supermercado em “pães fit”, leites de oleaginosas e outros produtos que são vendidos como “fit” e super saudáveis, mas que na verdade estão cheios de conservantes e outros aditivos químicos.

E ao começar uma dieta, que deveria ser saudável e simples: passamos a gastar mais tempo e dinheiro, em alimentos que não são exatamente mais saudáveis.

Controverso, não?

E recorremos a essas substituições apenas para não mudar o que comemos no dia a dia, ou seja, a nossa dieta atual.

Mas espera aí…

Quando começamos uma dieta, o propósito não é mudar? Se estamos engordando e precisamos melhorar, é necessário mudar a rotina, certo?

Então para quê trocar os problemas de lugar, ao invés de mudar de verdade?

Quando as substituições são interessantes?

Não, não somos contra substituições, muito pelo contrário, elas ajudam a tornar a vida mais saudável e prática, certo? Mas é necessário sempre avaliar quando a substituição é realmente saudável, a melhor escolha ou a escolha mais prática. =)

Por exemplo: os leites de castanhas são excelentes alternativas ao leite normal. Mas ao invés de tomar todos os dias as versões industrializadas, que tal trocar o leite apenas nas receitinhas de final de semana, para matar aquela vontade de comer um doce? No dia a dia, melhor escolher outro alimento mais natural.

Outro ponto que você deve considerar sobre as substituições: às vezes elas nos deixam cegos para uma enorme variedade de alimentos que podem deixar a dieta mais nutritiva e bem saborosa.

Só para você ter uma idéia: no Brasil existem mais de 19 espécies diferentes de frutas nativas comestíveis. E estamos falando apenas de frutas conhecidas regionalmente (tipo o mandacaru).

Quando começamos a explorar vegetais e hortaliças, essa lista fica muito (mas muito) maior. =)

O que você pode considerar é começar a experimentar alguns sabores diferentes. Por exemplo, na próxima vez que você passar pela feira, experimente trocar o pastel com suco de cana por uma fruta que você nunca tinha comido (e se tiver dúvidas se essa fruta é paleo ou não, pode mandar e-mail no duvidas@paleosemculpa.com ). Ao invés de gastar tempo e dinheiro procurando por substituições de mesmo sabor, procure explorar novos sabores!

Uma forma de usar substituições a seu favor: no começo, é normal ter várias vontades incontroláveis de comer aqueles alimentos que estamos tão acostumados (hambúrguer, brigadeiros, bolos, sorvetes, etc). Que tal usar as substituições como forma de amenizar essas vontades ao invés de adotá-las como parte da sua rotina diária? 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *