Porque você não deve ficar preocupado com peso!

Existem formas melhores de acompanhar a sua evolução!

Peso é só um número. Não deixe que ele vire uma obsessão! E como imagens valem mais do que palavras, abaixo você consegue visualizar a diferença de volume entre 2 quilos de gordura e 2 quilos de músculo:

Gordura x Músculo

Note que o volume ocupado pela gordura é muito maior que o volume ocupado por músculos. Ou seja, do que adianta acompanhar apenas o peso na balança, sendo que não sabemos o que exatamente estamos ganhando ou perdendo? Portanto, nesse artigo vamos aprender a tirar as nossas medidas regularmente e calcular o nosso percentual de gordura corretamente.

Afinal de contas, melhor que ficar maluco com números na balança, é entender um pouco melhor a composição corporal, certo?!

Entendendo e calculando a composição corporal

Se você já agendou um acompanhamento com um médico ou fisiologista, ele poderá tirar suas medidas com o adipômetro – procure tirar essas medidas de 2 em 2 meses para acompanhar seus resultados.

Mas se você não puder/não quiser marcar essas avaliações, você mesmo pode tirar suas medidas e manter um histórico. Basta estabelecer uma rotina de medição que te ajude a entender melhor seus resultados e manter a motivação – mas quais medidas acompanhar?

  • Peso
  • Cintura
  • Quadril
  • Biceps
  • Antebraço
  • Coxa
  • Panturrilha
  • Peito

Para acompanhar essas medidas você vai precisar apenas de uma fita métrica e uma balança normal.

Aliás, se você não sabe como tirar essas medidas, estamos enviando um conteúdo complementar sobre o assunto (a planilha pode parecer assustadora no começo! Mas abaixo você confere um passo a passo sobre como fazer a cópia, preencher e interpretar os dados).

E claro, tire uns minutinhos da sua semana para tirar umas fotos em frente ao espelho do banheiro. Sabe aquele biquini (ou sunga) que você morre de medo de usar em público? Isso mesmo, coloque essa peça e tire fotos. Acompanhe a sua evolução com disciplina.

Como tirar essas medidas?

1. Peito

Também deve ser medida em pé, com a respiração relaxada. A circunferência do peito é a mais alta – e normalmente fica em cima dos mamilos nas mulheres.

2. e 3. Biceps

Também em pé. Com os braços esticados, procure medir no meio entre a dobra do braço (onde normalmente se tira sangue nos exames de sangue e a axila)

4. Cintura

Para tirar essa medida, é necessário que você fique em pé, com a respiração relaxada (sem forçar a barriga para dentro ou para fora, sabe?). A medida que você vai tirar é a circunferência 2 (dois) dedos acima do umbigo.

5. Quadril

Também em pé, essa medida deve ser a maior circunferência do bumbum.

6. e 7. Coxa

Em pé, coloque o pé em um banco ou outra superfície, de modo que sua perna e sua coxa formem um ângulo de 90 graus. A coxa deve ser medida na circunferência mais larga.

8. e 9. Antebraço

Com o braço relaxado, tire a medida da maior circunferência do antebraço. Cerca de dois dedos abaixo do cotovelo.

Como tirar medidas?

10. Panturrilha

Ainda de pé, procure tirar a medida mais larga da parte de baixo da sua perna (canela). A panturrilha é a famosa batata da perna.

tirar-medidas-panturrilha

11. Pescoço

O pescoço deve ser medido da base para o “gogó”, da seguinte maneira:

tirar-medidas-pescoco

12. Peso

Procure pesar sempre no mesmo horário e na mesma balança.

E a tal da composição corporal, já ouviu falar?

A composição corporal busca entender qual a quantidade precisa de elementos que compõe o corpo: músculos, gordura, ossos, água, etc. É uma maneira de entender melhor o seu peso – quanto dele é gordura, quanto dele é musculo, etc.

Nesse caso, vamos procurar calcular a porcentagem de gordura do nosso corpo. Para isso, existem vários métodos, confira alguns:

Marinha Americana

Para homens, medidas em centímetros:
%Gordura = 86.010*LOG(abdome – pescoço) – 70.041*LOG(altura) + 30.30

Para mulheres, todas as medidas em centímetros:
%Gordura = 163.205*LOG(abdome + quadril – pescoço) – 97.684*LOG(altura) – 104.912

Esse método não é o mais acurado – mas é um bom começo.

Aliás, para esse método, montamos uma planilha de acompanhamento. Deixe seu e-mail no formulário abaixo se você gostaria de recebê-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *