Macadâmia: tudo que você precisa saber sobre essa noz

Você já deve ter ouvido falar dessa noz, se não foi dela diretamente, já deve ter ouvido falar das propriedades do seu óleo ou mesmo já ter visto pacotes de macadâmia em frigobar de hotel. Mas você sabia que ela é uma noz muito nutritiva e saborosa?

macadâmia

Pode na dieta paleo?

Sim.

O que é Macadâmia?

A macadâmia é uma noz pouco conhecida, mas que está ganhando cada vez mais popularidade por causa de seu sabor e benefícios para a saúde. De sabor bem amanteigado, tem uma textura mais suave que boa parte das castanhas e pode ser usada de diversas maneiras!

As árvores que dão origem a noz macadâmia são nativas da Austrália, da família Proteaceae e gênero Macadamia. Embora existam muitas árvores com essa classificação, apenas o fruto de duas árvores são comercializados: Macadamia integrifolia e a Macadamia tetraphylla. As demais são venenosas para o consumo humano.

Informações Nutricionais

Calorias e Macronutrientes

A macadâmia é uma noz muito rica em gorduras – 100 gramas provêem cerca de 75 gramas de gorduras! Entretanto, a maior parte dessas gorduras são monoinsaturadas e fazem bem para a saúde. Aliás, a gordura da macadâmia é formada basicamente pelos seguintes ácidos graxos:

  • Ácido oleico (ômega 9)
  • Ácido palmitoleico (ômega 7)
  • Ácido palmítico

Outro ponto a ser destacado são suas fibras – 100 gramas de macadâmia contém cerca de 13,82 gramas de carboidratos, mas a maioria desses carboidratos são compostos de fibras.

  • Calorias: 718 calorias
  • Carboidratos: 13,82 gr
  • Proteínas: 9 gr
  • Gorduras: 75,77 gr
    • Poliinsaturadas: 4 gr

Vitaminas e Minerais

  • Tiamina: 100%
  • Piridoxina: 21%
  • Niacina: 15%
  • Ácido pantotênico: 15%
  • Riboflavina: 12%
  • Ácido fólico: 3%
  • Manganês: 180%
  • Cobre: 84%
  • Ferro: 46%
  • Magnésio: 32,5%
  • Fósforo: 27%
  • Zinco: 11%
  • Cálcio: 8,5% (64 mg)
  • Potássio: 8%
  • Selênio: 6,5%

Benefícios da Macadâmia

Um dos benefícios associados ao consumo da macadâmia é a perda de peso. Como dissemos anteriormente, apesar de ser uma noz rica em gorduras, a maior parte dessas gorduras são monoinsaturadas, que auxiliam o metabolismo de gorduras e facilitando a perda de peso.

Outro ponto que merece destaque na macadâmia é a quantidade de manganês em sua constituição. Esses mineral desempenha um papel essencial na saúde dos ossos, pois ele participa da função de depósito de cálcio nos tecidos ósseos.

A quantidade de cobre dessa noz também é um benefício que merece ser notado. O cobre participa no processo de formação de neurotransmissores, o que é essencial para manter e melhorar a saúde do sistema nervoso como um todo.

A macadâmia também é rica em antioxidantes, esses são extremamente importantes para a saúde, pois combatem os radicais livres e auxiliam na prevenção de doenças degenerativas.

Os cientistas descobriram que as nozes possuem 20,97 unidades de antioxidantes em cada 100 gramas. Isso representa 20 vezes mais que as quantidades presentes nas laranjas (1,14), nos espinafres (0,98), nas cenouras (0,04) ou nos tomates (0,31). (Revista dos Vegetarianos)

A macadâmia também é excelente para recuperar e manter a beleza da pele e cabelos. Como você já leu lá no começo desse artigo, parte da gordura da macadâmia é formada pelos ácidos graxos:

  • Ácido oleico (ômega 9)
  • Ácido palmitoleico (ômega 7)
  • Ácido palmítico

ácido palmitoleico (ômega 7) é produzido naturalmente pela pele, mas essa produção é reduzida conforme envelhecemos. Por isso o consumo regular de macadâmia pode auxiliar na beleza e viço da pele.

Já o ácido palmitoleico, no nosso organismo, tem a função de proteger os lipídeos da pele contra a oxidação. Esses lipídeos são os principais responsáveis pelos níveis de hidratação das células, pois evita que elas percam umidade em excesso.

Óleo de macadâmia

O óleo de macadâmia é o óleo extraído dessa noz, e pode ser usado tanto na alimentação quanto na estética. Claro, dependendo do processo de fabricação. Sempre que você comprar esse óleo, verifique se está marcado apenas para uso externo – nesses casos, jamais use o óleo na alimentação!

Na alimentação, o uso do óleo de macadâmia pode ser usado inclusive em preparações quentes, substituindo o azeite e outros tipos de gorduras.

O óleo de macadâmia tem conquistado uma grande popularidade na industria cosmética. Por conter o ácido palmitoleico, ele pode ser absorvido com muita facilidade pela pele e cabelos, auxiliando na hidratação e recuperação tanto da pele quanto do cabelo, o que resulta em mais brilho e viço sem aumentar o aspecto oleoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *