Couve de Bruxelas: Propriedades, Benefícios e Dicas de Preparo

Também chamada de repolhinhos, a couve de bruxelas tem sua origem na Bélgica e, após a primeira guerra mundial, se tornou conhecida em toda a Europa e Estados Unidos. Como é um vegetal de terras frias, precisando de temperaturas entre 15 e 19 graus. Por esse motivo, não é um vegetal muito popular no Brasil.

couve de bruxelas

Pode na dieta paleo?

Sim.

Informações Nutricionais

Abaixo, seguem as informações nutricionais por 100 gramas de couve de bruxelas:

  • Calorias (cal): 43
  • Carboidratos (g): 8,95
    • Açúcares (g): 2,2
    • Fibras (g): 3,8
  • Proteínas (g): 3,38
  • Gorduras (g): 0,3
  • Cálcio (mg): 42
  • Ferro (mg): 1,4
  • Sódio (mg): 25
  • Potássio (mg): 389
  • Magnésio (mg): 23
  • Fósforo (mg): 69
  • Zinco (mg): 0,42
  • Vitamina A (UI): 754
  • Vitamina C (mg): 85
  • Vitamina D (mcg): 0
  • Vitamina B6 (mg): 0,219
  • Ácido Fólico (mcg): 61
  • Beta Caroteno (mcg): 450

Benefícios da Couve de Bruxelas

Rica em antioxidantes

De maneira geral, os antioxidantes são úteis para prevenir o estresse oxidativo das células do corpo. Outro ponto que vale ser lembrado é que os antioxidantes previnem o envelhecimento precoce e podem auxiliar na prevenção de doenças degenerativas.

Rica em fibras

A couve de bruxelas contém uma boa quantidade de fibras, que são excelentes para o trato intestinal. Elas também ajudam a manter a saciedade por mais tempo.

Fortelece o Sistema Imunológico

Além dos antioxidantes, a couve de bruxelas possui uma alta concentração de vitamina C. Essa última, estimula o sistema imunológico.

Melhora a saúde dos olhos

A quantidade de vitamina A presente na couve de bruxelas ajuda a prevenir a saúde dos olhos (e dos ossos e dentes também).

Como escolher?

São bem fáceis de escolher. Procure escolher as couves com cores mais vivas, sem folhas amarelas, buracos ou manchas. Dessa forma você evita couves com pulgões ou outros insetos no interior. É possível conservá-las na geladeira por cerca de 10 dias em sacos plásticos.

Como preparar?

A couve de bruxelas é um vegetal bastante prático e pode ser preparado de diversas maneiras. Confira algumas:

Cozida no vapor: coloque a couve de bruxelas na vaporeira. Deixe cozinhar até  estiverem cozidas, mas ainda firmes.

Cozidas na água: coloque uma panela de água para ferver. Assim que estiver fervendo, adicione o sal e as couves de bruxela. Deixe-as cozinhando até ficarem cozidas mas ainda firmes.

Refogadas: Pique as couves de bruxelas em metades ou quartos, reserve. Coloque azeite ou óleo de côco em uma panela funda, adicione alho amassado e frite o alho até ele ficar dourado. Acrescente a couve de bruxelas e mexa bem. Adicione um pouco de água, até completar meio centímetro de altura no fundo da panela. Feche a panela e deixe cozinhando em fogo brando até a couve-flor terminar de cozinhar.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *