Celulite – Tudo que você precisa saber para acabar com os furinhos!

Lipodistrofia Ginóide é o nome científico da aparência presente principalmente nas nádegas e coxas que chamamos popularmente de celulite. Até mesmo mulheres magras sofrem com as ondulações na pele, que atingem cerca de 70 a 80% do sexo feminino. Ao pesquisar o que é celulite as respostas mostram que ela não é uma doença e sim um mecanismo natural do corpo para armazenar gorduras.

Ela aparece no corpo porque as células acumulam gordura, que ocupa quase todo o espaço celular aumentando o seu tamanho e causando as alterações na pele. Nas mulheres o acúmulo de gordura no tecido se expande em direção a pele, por isso elas sofrem mais com o aparecimento dos furinhos. Já nos homens a gordura se dirige a um tecido gorduroso mais profundo.

celulite

O que causa celulite?

Não adianta, até mesmo as mulheres mais magrinhas costumam ter problemas com a celulite em alguma época da vida. Muitos são os hábitos que colaboraram para o surgimento dessa aparência de casca de laranja, principalmente na parte interna das coxas e no bumbum.

A obesidade é um fator determinante por conta do excesso de gordura no corpo, mas pessoas com o peso normal também podem apresentar desequilíbrio entre a massa muscular e a quantidade de gordura. A hereditariedade deve ser levada em conta mas não é algo que levará a pessoa a desenvolver celulite dependendo dos hábitos.

Outro hábito que interfere é a prática de exercícios. Pessoas sedentárias tem muito mais facilidade de apresentar celulite. Quem se exercita estimula a circulação e tonifica a pele, ajudando a acabar com a celulite.

Cigarro, poluição e estresse são alguns vilões que também deixam a pessoa mais propensa a desenvolver as deformações na pele. A alimentação se apresenta como uma das causas principais, pois se for balanceada vai trazer gordura suficiente para as atividades do corpo, impedindo os acúmulos que originam a celulite. Alimentos que causam celulite como refrigerantes, açúcares, frituras e gorduras devem ser evitados para quem não quer sofrer com esse problema estético desagradável.
Um problema, vários tipos

A celulite não se manifesta de forma igual em todas as pessoas, por isso os dermatologistas classificam as alterações na pele em diferentes tipos de acordo com a manifestação e intensidade, aumentando assim a eficácia de tratamentos específicos para cada tipo do problema.

A condição normal não apresenta nenhuma diferença na pele, porque sem acúmulo os vasos mantem o tamanho normal. A celulite começa a se manifestar no primeiro estágio, o tipo 1, caracterizado por uma leve dilatação das veias sem que as marcam seja visíveis facilmente.

Já o tipo 2 é o que ocorre inchaço das células e gordura acumulado debaixo da pele. Ao apertar as regiões afetadas, já é possível ver algumas alterações mas sem nenhuma sensação de desconforto ou dor.

O tipo 3 já compromete a circulação, com inchaços, o tradicional aspecto de casca de laranja e até mesmo algumas dores nas pernas, além de vasinhos e varizes bem pequenas.

O estágio mais grave, o tipo 4, deixa as pernas inchadas e bem doloridas. A circulação já está bem comprometida e além dos furos e endurecimento do tecido, é comum o aparecimento de nódulos. Nesse tipo os danos são bem visíveis e bem mais incômodos.

Como acabar com celulite

Cuidado com a alimentação!

O sonho das muitas mulheres que sofrem com essas imperfeições na pele é descobrir o seu fim ou pelo menos como diminuir celulite. Uma das primeiras mudanças de hábito importantes é investir numa alimentação saudável e equilibrada, que não ajude mais a favorecer o acúmulo de gordura (que tal começar a dieta paleolítica? hehe)

Por isso, é importante na dieta diminuir a ingestão de sal para o mínimo possível e beber muita água. Gorduras, carboidratos simples e açúcares devem ser consumidos com bastante moderação. Além de evitar frituras, enlatados, conservantes e outras substâncias artificiais. Cuidar da alimentação traz resultados satisfatórios e que a longo prazo podem ser ainda mais benéficos.

Faça exercícios

Mexer o corpo regularmente é outra dica valiosa, com a ajuda de exercícios para acabar com a celulite os tratamentos para celulite vão ter resultados mais rápidos e eficientes.

Caminhada, corrida, natação e pedalar são atividades aeróbicas e ajudam muito a perder celulite nas pernas. Pilates e musculação também são grandes aliados, principalmente, com exercícios localizados onde a incidência da celulite é maior.

Cremes para Celulite

Quem opta por um creme anti celulite vai encontrar muitas opções no mercado com os mais variados preços. Se usados com frequência ajudam a diminuir a aparência de celulite, mas apenas nos casos mais leves, já que agem apenas externamente.

Tratamentos Estéticos

As clínicas estéticas oferecem opções modernas e eficazes para esse combate. É difícil falar em um melhor tratamento para celulite, mas a série de opções faz com que haja algum mais adequado ou indicado para cada tipo de caso. Os mais comuns e acessíveis são a massagem modeladora e a drenagem linfática, uma massagem voltada para a eliminação dos líquidos e que ajuda em todos os estágios de celulite.

Já a endermologia utiliza um aparelho com sucção para promover a circulação e turbinar a drenagem linfática. Outra opção é a radiofrequência que estimula a produção do colágeno e reestrutura o tecido de maneira eficiente. Ainda existem tratamentos invasivos como cirurgias a laser e aplicações de medicamentos.

A dica é procurar um profissional da área de confiança que vai indicar o melhor tratamento para o caso, de acordo com o tipo e necessidade. Além disso, todo tratamento vai ser mais eficaz se o paciente também investir em alimentação saudável e exercícios físicos regulares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *