Chá Verde: Tudo que você precisa saber!

Atualizado em: 28/12/2016

Muito falado e consumido atualmente, o chá verde é feito com as folhas da planta chamada Camellia Sinensis, a mesma que dá origem aos chás branco e preto. A diferença se dá na colheita, pois no caso da chá verde as folhas são colhidas antes da oxidação, colocadas sob vapor e depois secas. Com isso, as propriedades do chá são diferentes dos outros originados da mesma planta.

As propriedades do chá verde e benefícios do chá verde são causadas pelo alto valor de flavonóides chamados catequinas e também pela cafeína presente na planta. Esses componentes atuam na gordura do corpo, incentivando a quebra delas, além de trazer saciedade, estimular o metabolismo e ter ação antioxidante. Por isso uma opção é o chá verde para emagrecer. A infusão ainda melhora a digestão, o humor e até mesmo a nossa cognição.

Confira abaixo mais informações sobre o chá verde:

Chá Verde

Chá verde é Paleo?

Sim. Entretanto, prefira o chá branco, pois é menos processado. Também fique atento(a) ao método de preparo, o tempo de infusão não deve ultrapassar 2 minutos.

Benefícios do Chá verde

As folhas do chá verde contém grandes quantidades de nutrientes importantes. Polifenóis como flavonóides e catequinas, que funcionam como antioxidantes potentes. Estas substâncias podem reduzir a formação de radicais livres no corpo, protegendo as células e moléculas de danos. Aliás, os radicais livres são conhecidos por desempenhar um papel no envelhecimento e todos os tipos de doenças.

Um dos compostos mais potentes no chá verde é o antioxidante epigalocatequina galato (EGCG), que tem sido estudado para o tratamento de diversas doenças e pode ser uma das principais razões de chá verde contém tais poderosas propriedades medicinais.

Não é tão simples encontrar estudos sérios sobre o chá verde, por alguns motivos:

Estudos populacionais: muitos estudos são feitos usando populações para provar determinadas teorias. Esses estudos basicamente são pesquisas feitas com pessoas, onde os resultados procuram provar se um determinado fator ou comportamento tem alguma correlação com a teoria. O grande problema desses estudos é que não necessariamente correlação = causa.

Generalização de estudos em laboratórios: Em laboratório, pesquisadores normalmente usam extratos, além de usar ratos como cobaias. Generalizar esse tipo de estudo para humanos pode não ser uma boa idéia. Por exemplo: supondo que 5ml de extrato de chá verde possam apresentar efeitos contra um tipo de câncer em ratos. Muito dificilmente uma xícara de chá verde terá o mesmo efeito em humanos. Entendeu a diferença?

Chá verde ajuda as funções cerebrais

O chá verde faz mais do que simplesmente mantê-lo acordado, ele também pode fazer você mais inteligente. O princípio ativo nesse caso é a cafeína, que é um conhecido estimulante do mundo ocidental.

Embora a quantidade de cafeína presente no chá verde seja muito inferior que no café, mas é o suficiente para produzir uma resposta sem causar os efeitos associados com o excesso de cafeína.

Mas você sabe o que a cafeína provoca? Ela é responsável por bloquear um neurotransmissor inibidor chamado adenosina. Desta forma, a cafeína realmente ajuda a aumentar a quantidade de neurotransmissores como a dopamina e norepinefrina.

A cafeína tem sido intensamente estudada e, conforme resultados, seu uso está associado a melhorias em vários aspectos da função cerebral, incluindo humor, vigilância, tempo de reação e de memória.

No entanto, o chá verde contém mais do que apenas a cafeína. Tem também o aminoácido L-teanina, que é capaz de atravessar a barreira hemato-encefálica. Esse aminoácido aumenta a atividade do neurotransmissor inibitório GABA, que tem efeitos anti-ansiedade. Ela também aumenta a dopamina e a produção de ondas alfa no cérebro.

Estudos mostram que a cafeína e a L-teanina podem ter efeitos sinérgicos. A combinação dos dois é particularmente potentes na melhoria da função cerebral. Por causa da L-teanina e a dose menor de cafeína, o chá verde causa um efeito mais suave e bem diferente do causado pelo café.

O limite recomendado para o consumo de chá verde é de, aproximadamente, 4 xícaras de chá (ou 600 ml) ao longo do dia. Lembre-se que, por causa da cafeína, consumir uma quantidade muito maior desse chá pode acarretar insônia ou problemas de estômago.

Aliás, é possível encontrar o chá em diversas apresentações: solúvel, em pó, em cápsulas, em folhas desidratadas, entre outras. Nós, particularmente, preferimos a versão em folhas desidratadas, pois é menos processada que as demais. 😉

Cuidados ao tomar! Algumas combinações de alimentos podem dificultar a absorção de alguns nutrientes. Esse também é o caso do chá verde. O chá verde dificulta a absorção de ferro pelo organismo, mas para prevenir esse efeito, basta não consumir o chá logo antes ou após as refeições. 😉

Outro ponto de cuidado: tanto o chá verde quanto os demais chás provenientes da Camellia Sinensis possuem cafeína, e os efeitos associados ao consumo de cafeína. Portanto, se você tem doença de coração, problemas de pressão arterial, problemas de pressão no globo ocular, ansiedade (entre outras condições), consulte seu médico antes de adicionar esses chás na sua alimentação. 😉

Chá Verde acelera o Metabolismo

O chá verde tem se mostrado muito eficiente como acelerador de metabolismo: em estudo comparando o gasto energético em homens saudáveis que ingeriram regularmente chá verde versus aqueles que não ingeriram. Aqueles que ingeriram apresentaram um aumento médio de 4% no gasto metabólico.

Outro estudo mostrou que a oxidação de gordura foi 17% na população que ingeriu regularmente o chá verde – o que indica que esse chá pode te ajudar a queimar gordurinhas.

Como preparar o chá verde?

Para quem tem dúvidas de como preparar chá verde, a solução é bem simples. Ele é facilmente encontrado em pó, saquinhos e cápsulas em mercados e lojas. Porém, as folhas naturais são as que mais preservam todos os nutrientes. Costumam ser encontradas em lojas de produtos naturais.

O chá deve ser abafado na água quente (antes de ferver) por, no máximo, 2 minutos e consumido logo em seguida. Após o preparo, deve ser consumido em, no máximo, 24 horas.

Se você não está acostumado com o sabor do chá verde, comece utilizando a proporção de uma colher de sopa para 1 litro de água. Após você se acostumar com o sabor mais amarguinho do chá, você pode aumentar a dosagem.

Principais dúvidas sobre o chá verde

Chá verde emagrece?

Graças às propriedades que colaboram para a perda de peso, há até dietas baseadas no chá verde que são usadas e aprovadas por muitas pessoas. Aliado a uma alimentação restrita e balanceada, além da prática de exercícios, o consumo do chá verde pode potencializar o emagrecimento.

Dieta do chá verde funciona?

Esse chá é tão famoso pelas suas propriedades que até foi criada uma dieta com base nesse alimento. Não existe uma versão oficial, já que sua origem ainda é desconhecida.

Mas uma de suas variações é a ingestão de 3 xícaras da infusão. Já as refeições devem ser leves e com pequenas porções de carnes magras, verduras, frutas e carboidratos em moderação.

Mas sempre fica a ressalva: antes de adotar uma dieta da moda, sempre se pergunte se esses hábitos poderiam ser mantidos no longo prazo sem afetar negativamente a sua saúde. Se você ou seu médico tem dúvidas, é melhor não arriscar. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *