Alcachofra: benefícios, informações nutricionais e como fazer

A alcachofra é uma planta da família das angiospermas, ou seja, a parte comestível são as inflorescências já que depois que a flor se abre não é possível mais comer. Sua aparência é bem característica, com o caule estriado, até um metro de altura e grandes flores. A folha também é aproveitada, sendo usada para chá de alcachofra e medicamentos.

A origem da planta é europeia, mas é cultivada atualmente no mundo todo. Aqui no Brasil é produzida em maior quantidade nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná.

alcachofra

Alcachofra é paleo?

Sim! Apesar de não ser um vegetal e sim uma flor, ela também pode ser consumida normalmente. Possui um baixo teor de carboidratos e gorduras, mas tem uma boa quantidade de vitaminas e sais minerais.

Informações Nutricionais

Confira abaixo as informações nutricionais da Alcachofra considerando 100 gramas de alimento.

  • Calorias (cal): 53
  • Gorduras (g): 0,38
  • Colesterol (mg): 0
  • Sódio (mg): 
  • Carboidratos (g): 11,95
  • Fibra alimentar (g): 8,60
  • Proteínas (g): 2,89
  • Vitamina A (cmg): 0,67
  • Tiamina (mg): 0,05
  • Riboflavina (mg): 0,09
  • Niacina (mg): 1,11
  • Piridoxina (mg): 0,08
  • Ácido Fólico (mcg): 89
  • Vitamina E (mg): 0,19
  • Vitamina C (mg): 7,40
  • Cálcio (mg): 21
  • Magnésio (mg): 42
  • Manganês (mg): 0,23
  • Fósforo (mg): 73
  • Ferro (mg): 0,61
  • Potássio (mg): 286
  • Cobre (mg): 0,13
  • Zinco (mg): 0,40
  • Selênio (mg): 0,20

Benefícios da Alcachofra

As propriedades da alcachofra incluem grandes quantidades de vitamina A, B, C e minerais como ferro, potássio, cálcio e fósforo.

Os benefícios da alcachofra são diversos. Além do seu perfil nutricional, a alcachofra possui em sua composição fibras e outros nutrientes que não podem ser digeridas pelo nosso sistema digestivo, mas elas servem de alimento para as bactérias boas que habitam o nosso intestino (ou seja, são prebióticos). As fibras também auxiliam a reduzir inflamações no intestino. 😉

Ela também auxilia na cura de doenças do fígado e é capaz de ajudar a proteger esse órgão. A alcachofra possui um flavonóide chamado silimarina, ela estimula a produção de bile no fígado, que é responsável pela absorção de nutrientes pelo organismo.

A alcachofra também é eficaz na redução de colesterol ruim, e auxilia no combate ao endurecimento das artérias. Atua como tônico digestivo, é diurética e laxativa, sem prejudicar o intestino. As folhas ajudam a controlar o açúcar no sangue e auxiliam no controle da diabetes, hipertensão e anemia (uau!).

Outro grande benefício da alcachofra é a grande quantidade de antioxidantes presentes, a alcachofra é considerada um dos vegetais com maior concentração de antioxidantes. Sendo eles: quercetina, rutina e ácido gálico. Esses antioxidantes estão associados com a redução de diversos tipos de tumores, inclusive câncer de pele.

O potássio presente na alcachofra é boa para a formação dos ossos e reduz a calcificação de vasos sanguíneos.

Como consumir a Alcachofra?

A alcachofra pode ser um auxiliar em dietas de emagrecimento por conta do seu baixo valor calórico e por ser rica em fibras, que diminuem o apetite. O chá se consumido regularmente, traz a sensação de desinchar e ajuda na circulação.

Muitas pessoas ficam na dúvida de como fazer alcachofra, mas é mais simples do que parece ao olhar essa exótica planta. Para fazer o chá, basta utilizar as folhas limpas e sem espinhos para fazer a infusão.

Apesar de ser uma planta não muito comum, a alcachofra pode ser encontrada em grandes feiras e mercados. É importante conferir se está em boas condições de consumo, ou seja, antes das flores se abrirem.

Há também a opção de adquirir em farmácias e lojas de produtos naturais outras versões da planta, como extrato de alcachofra, alcachofra cápsulas e alcachofra composta. Mas é mais interessante comprar a alcachofra in natura.

Já para comer a planta, há a opção de cozinhar a alcachofra inteira com o tempero de preferência até o centro estar macio. Você pode também remover as pontas das pétalas e prepará-las, além de poder também preparar o fundo da alcachofra, basta cozinhar e depois tirar as folhas e pelos da planta. Vale usar a criatividade para inovar em acompanhamentos, temperos e até mesmo em recheios para se deliciar a planta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *