Bebidas Alcoólicas e a Dieta Paleo: Principais Dúvidas, Dicas e Informações Úteis

Uma das dúvidas mais frequentes com relação a dieta paleolítica certamente é o consumo de bebidas alcoólicas. Se pode consumir, se não pode consumir, se pode consumir com moderação e quais são as bebidas mais amigáveis a dieta paleo.

E a resposta para tudo isso: depende.

Mas antes de explicar porque depende, vamos entender um pouco melhor o assunto “bebidas alcoólicas”.

bicho de pelúcia, pantera cor de rosa e bebidas alcoólicas

Tipos de bebidas alcoólicas

Para que possamos entender como escolher o seu veneno, vamos primeiro entender quais são os tipos de bebidas alcoólicas e seu processo de fabricação.

Fermentadas

Cerveja

Produzidas a partir de trigo, cevada e outros grãos e cereais. De certa forma, “cerveja é pão líquido”, é uma expressão que faz muito sentido. E como o pão, a cerveja definitivamente não é amigável à dieta paleo.

Vinho

É, talvez, um dos tipos de bebidas que nossos ancestrais consumiam ocasionalmente – e por ocasionalmente, entenda: acidentalmente. Como o vinho é produzido a partir da fermentação de frutas, pode ser que nossos ancestrais já tenham consumido esse álcool de forma acidental, ao ingerir uma fruta um pouco passada e fermentada.

Por esse motivo, o vinho tinto normalmente é considerado como uma bebida mais próxima do que poderíamos considerar como sendo paleo, e é frequentemente apontado como uma opção saudável de álcool (alguém aí já ouviu falar que o vinho tinto é rico em resveratrol? É isso mesmo, e não é mentira).

De qualquer maneira, o vinho tinto é sempre uma opção melhor ao vinho branco. Para produzir o vinho branco, as uvas são descascadas (e lá se vai todo o resveratrol). Também procure vinhos classificados como “secos”. Vinhos suaves, em alguns casos, levam açúcar adicional.

Aliás, se você quiser minimizar ao máximo o consumo de açúcares ao tomar um vinho, procure por vinhos secos da uva Pinot Noir. Essa uva possui uma das menores concentrações de açúcar e o resultado é um vinho bem suave. 😉

Champagne

O processo de fabricação do champagne é bastante similar ao do vinho. A diferença entre eles é que o champagne é fermentado na própria garrafa.

De maneira similar ao vinho, as melhores opções quando o assunto é se manter paleo: tintos e secos.

Sidra

É obtida a partir da fermentação de suco de maçã ou pêras, também dentro de garrafas. Possuem mais açúcar que os vinhos, mas são melhores que cerveja quando o assunto é permanecer na dieta paleolítica.

“Sidra dura”

Hard sider, é a Sidra obtida a partir da fermentação do suco de maçã ou pêras, mas dessa vez fora das garrafas, de maneira similar ao vinho.

É uma opção melhor que a Sidra tradicional. Entretanto, muitas vezes os produtores adicionam açúcar no final do processo. Procure sempre opções sem açúcar adicional.

Bebidas por Mistura

São bebidas produzidas a partir de um componente principal não fermentado, que é misturada a uma bebida alcoólica que já existia. São bebidas por mistura: Licores.

E se você pensa que licor é coisa de vovô e vovó, lembre-se: Jagermëister é um licor. 😉

Destilados

Os destilados são bebidas que, além de passar pelo processo de fermentação, também passam por um processo chamado “destilação”. O teor alcoólico dos destilados é muito maior que os das bebidas fermentadas, por isso moderação é mais que uma sugestão, nesse caso.

Talvez uma das únicas vantagens dos destilados é que o processo de destilação consegue remover a maior parte das impurezas e óleos aromáticos da bebida, e por tabela, grande parte do glúten de determinados fermentados acaba sendo eliminado.

Abaixo, seguem os principais tipos de bebidas destiladas, bem como algumas observações sobre o seu processo de produção.

Bebida Matéria prima fermentada
Cachaça, aguardente, pinga Cana de açúcar
Conhaque (brandy) Vinho
Rum Melaço (cana de açúcar)
Uísque (Whisky) Grãos e malte. Uma de suas principais características é o envelhecimento em tonéis de madeira.
Tequila Agave-azul. É uma planta que se desenvolve em climas áridos e solos vulcânicos. A tequila é “graduada” conforme o seu tempo de maturação.

Destilorretificadas

Basicamente, é um tipo de bebida destilada. Elas normalmente são produzidas a partir do álcool de cereais (um destilado) e sua mistura ou infusão com água e aromatizantes, que são destiladas novamente. Em muitos casos, ocorre mais de duas destilações.

Algumas bebidas dessa categoria:

Bebida Mistura ou infusão
Vodka
Gim Zimbro e especiarias (canela, cascas de frutas cítricas, coentro, pimentas, alcaçuz, farinha de amêndoas, entre outros ingredientes).

Uau, agora que você virou o mestre das bebidas alcoólicas, vamos responder as principais dúvidas.

Como nosso corpo digere/processa o álcool?

De maneira geral, o álcool é metabolizado no fígado, pela enzima Álcool Desidrogenase(ADH). Essa enzima quebra as moléculas de álcool em Acetaldeído. Por sua vez, o Acetaldeído é convertido em Acetato pela enzima Aldeído Desidrogenase (ALDH). Esse acetato pode ser usado em vários processos metabólicos no organismo.

Mas um ponto importante: mesmo em pequenas proporções, o produto da primeira “quebra do álcool” no corpo, o Acetaldeído, é tóxico para o corpo humano (!!!). Além disso, o Acetaldeíco participa da formação de radicais livres no organismo. (!!!)

Bebidas alcoólicas, são amigáveis a dieta paleo?

De maneira geral: não.

Uma vez que os princípios da dieta paleo são bem claros: evitar alimentos que não eram consumidos antes da agricultura, consumir proteínas e vegetais frescos, evitar alimentos processados, evitar venenos… Bem, todas as bebidas alcoólicas são processadas (algumas minimamente, mas ainda sim…) e o álcool é sim, um veneno. Claro que existe a correlação com o consumo de álcool e vários efeitos positivos para o organismo, por isso a palavra de ordem aqui é moderação!

Lembre-se: Equilíbrio

Mas é claro que é necessário relembrar o equilíbrio: Quando o assunto é uma vida saudável, a chave do baú é o equilíbrio. Tudo bem você sair da linha uma ou duas vezes na semana, mas “sair da linha” deve ser exceção e não a regra. Portanto, consumir álcool de vez em quando é OK, mas desde que seja algo que você faça com moderação.

Quando o assunto é leite e derivados, açúcar, grãos, cereais, massas e outros alimentos “banidos” da dieta paleolítica; muitas pessoas obtém resultados excelentes limitando o seu consumo a uma refeição na semana (ou até menos). Considerar uma postura semelhante para o consumo de álcool não é uma estratégia ruim.

Outro ponto importante: se seu foco é emagrecer, limite-se a uma dose. Sua saúde agradece também. 😉

Como minimizar os efeitos do álcool?

Para minimizar os efeitos negativas na sua dieta e na sua saúde, existem alguns “truques”. Seguem:

“Entre dois males, o menor”

Se você já ouviu essa expressão e entendeu, parabéns, você tem mais de 30 anos ou é do interior. hehe.

Basicamente, essa expressão significa “escolha o menor mal”. No caso das bebidas, procure evitar:

  • Cerveja;
  • Fermentados ou destilados produzidos a partir de cereais, grãos, batatas e cana;
  • Licores;
  • Drinks ou coquetéis (por exemplo: red bull com whisky; sex on the beach; entre outras misturas)

As melhores opções de bebidas alcoólicas são:

  • Vinho tinto e seco
  • Tequila (com água, limão e gelo – evite açúcar, mel e similares). Se for para beber algo doce, prefira adoçante. SÉRIO!
  • Sidras secas

Porque evitar açúcares quando estamos bebendo?

O álcool por si só já é tóxico para o seu fígado. E se você já tiver lido o nosso artigo açúcar faz mal, você já sabe que a frutose (também contida na grande maioria dos açúcares) é processada apenas no fígado. Ou seja, se álcool já é tóxico para o seu fígado, imagina só o combo álcool + açúcar? Então, se você for beber, evite açúcares em geral e deixe seu fígado menos estressado. 😉

Que tal apenas uma dose?

Talvez essa seja uma das dicas que não será seguida. Mas procure beber o mínimo possível, uma dose para relaxar, o que acha?

Beba água

Como sabemos, o álcool possui efeito diurético. Por esse motivo, procure manter sua hidratação o melhor possível, antes de durante o consumo de bebidas alcoólicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *